Categoria

    vinhos

    argentina, bares, bebidas, buenos aires, restaurantes, viagens, vinhos

    Buenos Aires para comer (e beber)

    buenos aires

    “Mas vocês só comeram?”

    Foi a primeira pergunta que minha sogra fez à Carol quando chegamos.
    Foi bem assim mesmo: uma viagem pra comer. Oh vida!

    É a nossa terceira vez na capital argentina, e não, ainda não cansamos e nem conhecemos tudo por lá.
    Fizemos todos os passeios mais turísticos na primeira visita, as duas últimas nos entregamos aos prazeres da gula.

    Continue lendo
    harmonização, harmonizando, vinho, vinho para todos, vinhos

    Vinho & Mesa :: Arroz carreteiro e Marselan, um belo par!

    A origem do arroz carreteiro, ou arroz-de-carreteiro, é o Rio Grande do Sul. Em tempos de longas viagens dos tropeiros a melhor opção era levar charque para cozinhar com arroz. O resultado era um prato de alto valor calórico, cujos ingredientes poderiam suportar bem as viagens sem se deteriorarem.

    Embora essa seja a origem, encontramos receitas diferentes em praticamente todo o Brasil. No nordeste o prato “Maria Izabel” é bastante semelhante, feito com carne de sol.

    Continue lendo
    doces, harmonização, sobremesas, Uncategorized, vinho para todos, vinhos

    Vinho & Mesa :: Tiramisù e vinho do Porto, uma clássica combinação.

    Há muito tempo queria escrever uma coluna de harmonização com alguma sobremesa. Então, o convite do Marcel e da Carol para uma “noite italiana” em sua casa foi ocasião perfeita para realizar esse desejo, porque sabíamos que a Alice serviria um tiramisù ao final.
    Pra quem gosta de sobremesas esse é um clássico obrigatório!

    Em italiano tiramisù quer dizer algo próximo a “levanta-me” ou “puxa-me para cima”, fazendo alusão à energia do prato, que realmente é bem revigorante, uma combinação perfeita de seus ingredientes.

    Continue lendo
    música, rock, Rolling Stones, vinho, vinhos

    Wines That Rock

    Pink Floyd, Rolling Stones, Grateful Dead e The Police. Já imaginou se pudesse comprar um vinho com a sua banda de rock favorita? Pois essa é a proposta da Wines that Rock, vinícola americana que tem como inspiração a música. Escolha entre “Rolling Stone Forty Licks Merlot“, “Pink Floyd The Dark Side of the Moon Carbernet Sauvignon“, “Woodstock Chardonnay” e outros.

    Continue lendo
    vinho, vinhos

    Vinho & Mesa :: O clássico polpettone vai bem com…

    Foto: Thinkstock
    Os brasileiros gostam muito da culinária italiana e aqui em casa não é diferente. Dificilmente passamos uma semana sem pizzas ou outras massas e uma das nossas receitas favoritas é o =&0=&, um clássico italiano que apareceu há mais de quinhentos anos e que resolvemos fazer para testar a harmonização de hoje.Pedi à Érika, minha esposa, que me ajudasse nisso tudo, até porque essa brincadeira poderia render outros textos para o blog Vinho para Todos e para a coluna de gastronomia do Jornal Correio, onde ela assina a coluna Bem Vinho, aos domingos.Não há grande mistério em harmonizar o =&0=& com vinho, até porque esse bolinho de carne pede um tinto para acompanhar. Mas diante de tantas opções no mercado, qual seria a melhor escolha?Um dos critérios mais utilizados leva em consideração as características predominantes do prato. No caso do polpettone, ele vem servido de várias maneiras, dependendo de quem executa a receita. Pode ser acompanhado por uma massa com molho, macarrão ao alho e óleo, com purê de batata, com arroz branco, com batatas fritas etc.No caso da nossa receita o acompanhamento foi um espaguete com molho vermelho (ao sugo), feito com tomates muito maduros. Esse molho dá o tom para a harmonização, porque sua =&2=& é que determinará se o tinto conseguirá ou não acompanhar o prato. Se o vinho tiver pouca acidez, perderá espaço quando for bebido junto com a comida.Esse é um exemplo de =&3=&, em que buscamos elementos que se aproximem no vinho e na comida. No caso do vinho, a acidez é uma sensação percebida na lateral da língua, em alguns casos com alguma adstringência ou irritação, mas especialmente quando salivamos após o vinho ser engolido.Então, definido que precisamos de um vinho tinto e com boa acidez, que outros fatores podem ser levados em consideração? Um dos mais utilizados é harmonizar pratos regionais com vinhos regionais. Já pensou o quanto essa ideia é simples? Bacalhau com vinho português, cassoulet com vinho francês, paella com vinho espanhol, polpettone com vinho… =&4=&Pronto! Temos três informações importantes que facilitam nossa busca.

    E nesse tipo de harmonização com molhos à base de tomates a mais aclamada é com os vinhos feitos com a uva Sangiovese, uma campeã de acidez dentre as uvas tintas, a partir da qual são elaborados muitos vinhos famosos na região da Toscana, alguns caros, mas alguns bastante acessíveis como os Chianti.

    Se tivéssemos apostado num Chianti certamente teríamos acertado. Mas quisemos ir além e experimentar outra harmonização, também com um vinho italiano, mas vindo do Piemonte e elaborado com a uva Nebbiolo.

    Continue lendo
    vinho, vinhos

    Vinho & Mesa :: Harmonizar é preciso

    Foto: Thinkstock

    Quando comecei a me aprofundar nas leituras sobre o vinho, elegi como um dos temas mais complexos a harmonização, a combinação entre os pratos e os vinhos mais adequados para acompanhá-los. E mesmo depois de quase sete anos escrevendo a respeito desse vasto mundo, o tema ainda está no topo da minha lista de dificuldades.

    Ao receber o convite do Marcel Gussoni para colaborar com o blog Sabor Sonoro, fiquei duplamente feliz. Primeiro porque é uma honra participar de um dos mais respeitados blogs de gastronomia do país, que está na lista de meus preferidos desde sempre. Segundo porque é um desafio escrever sobre harmonização e ao aceitar o convite acabei me comprometendo a estudar cada vez mais sobre o tema, para que as colunas mensais sejam realmente úteis aos leitores.

    Continue lendo
    carnes, harmonizando, massas, vinhos

    Ossobuco e Farfalle ao molho pesto

    Quando o assunto é carne, tenho uma queda por aquelas receitas de cozimento lento e demorado, que ficam marinando e cozinhando por horas, sem muita pressa. Claro que durante a semana eu faço pratos mais rápidos, mas quando é para pensar no almoço de domingo eu acabo optando pelo “slow cooking”. 🙂
    Esse tipo de cozimento tem outro benefício: transforma cortes não tão nobres, mais baratos e muitas vezes duros, em carnes macias e suculentas.

    Continue lendo
    camarão, frutos do mar, receitas, vinhos

    Espetinho de camarão com vinagrete de frutas

    Este espetinho de camarão surgiu de uma conversa com a minha amiga Érika, perguntei se ela não toparia harmonizar algumas receitas do Sabor com vinhos, afinal, ela entende muito do assunto. O convite era simples: enviaria as receitas e ela indicaria vinhos compatíveis.

    Só que ela inverteu a proposta, me passou o vinho e suas características e deixou a receita por minha conta. Sorte minha que poderei testar as combinações “ao vivo e a cores”. 🙂

    Continue lendo