Categoria

    prato principal

    carnes, comida, fazenda, fotografia, na estrada, pimenta, prato principal, prato único, pratos tradicionais, receita, receitas, regionais, viagens

    Receita de Chica Doida e um carnaval na fazenda

    Não tenho nada contra o carnaval, já desfilei em escola de samba, já fui em muito bailinho e tal, mas ultimamente ando pegando a estrada na direção contrária a dos foliões.

    O primeiro e principal motivo é o paterno: impossível pensar em grandes festas com dois pequenos.
    O segundo é o meu gosto musical: há tempos que as marchinhas e samba-enredos perderam lugar para o funk e similares. Não, obrigado.
    O terceiro é porque sou velho desde pequeno: tenho um pouco de preguiça de ficar espremido no meio de tantas pessoas animadas em fazer cover de sardinha.

    Continue lendo
    aperitivos, carnes, catupiry, filé, prato principal, receitas

    Picadinho de filé com catupiry

    Quando era moleque adorava suco de caju, de tanto beber o mesmo sabor desisti dele em algum lugar da infância e só voltei a comprá-lo novamente de um dois anos para cá. Na mesma linha está o chocolate branco, que também só apareceu em casa tempos atrás em uma receita que registrei no meu instagram e logo publico por aqui.

    Penso que todo mundo passa por isso, mas meu paladar muda de amores sem muita razão ou períodos definidos: tenho a fase só dos peixes, em outro fico só nas massas e por aí vai.
    Ultimamente ando meio carnívoro, percebo isso não só quando estou preparando receitas em casa mas também quando estou escolhendo um prato em um cardápio de restaurante. Então já aviso que vocês verão mais receitas dessa categoria em breve.

    Continue lendo
    acontece, ao forno, aperitivos, bebidas, cardápio, destaque, eventos, fácil, frutas, prato principal, receitas, vegetarianas, vegetariano

    A cozinha da Alice # 27 – Gastropicália

    Eu ia começar dizendo que esses dias fiz um jantar que me deixou muito feliz. Que conheci pessoas incríveis. Daí me lembrei que todas as postagens anteriores começaram assim. Cada dia que passa me dou conta de quão abençoado é esse meu trabalho. Cada evento é de fato único, uma experiência que harmoniza sabores a assuntos, que por sua vez se unem a abraços. As novas pessoas que conheço me mimam mais que eu as tento mimar com as minhas comidinhas. Parece que já somos amigos. Acho que o blog nos fez uma família enorme de pessoas queridas, cheias de curiosidade e amor pela gastronomia, cheia de risadas e boa vontade pra fabricar cada vez mais amigos.
     
    Dessa vez foi em Brasília. Amei rever a Stef, conhecer a queridíssima Glau, e suas amigas maravilhosas. Assim como Danielle, Regina e todo mundo! Agradeço também a querida Régia, proprietária do Quintal Bistrô, por nos proporcionar essa noite inefável e por me ensinar tantas receitas igualmente excepcionais.  E a amada Carol, com seu toque mágico faz tudo ficar mais charmoso.
    Alegria, alegria!

    Então, o jantar.
    A inspiração dessa vez foi a música: Tropicália. Assim como foi o movimento tropicalista, a gastronomia, hoje, tem vivido um momento de extrema mistura e criatividade. Amalgamando delícias bem brasileiras a ingredientes e receitas estrangeiras, criando uma ruptura na tradicionalidade, grande miscigenação cultural culinária, permitindo uma liberdade enorme na elaboração dos pratos. Pra mim, o ingrediente principal foi a alegria.

    Palitos de parmesão com gergelim preto – receita em breve aqui no Sabor Sonoro
    Menu
     
    -Drink de abertura – Superbacana
    Caipirinha de picolé, geladíssimo picolé servido com quentíssima pinga de engenho.
    -Entrada I –  Geleia geral
    Gelatina de cachaça e alcaparrona
    Palitos de parmesão e gergelim
    Pera assada com gorgonzola
    -Entrada II –  Panis et circences
    Brusqueta com gaspacho e abacate / brusqueta com chutney de tomate e gengibre
    -Salada – Objeto semi-identificado
    Pra quem gosta de comer  uma salada, cultura, feijoada, lucidez, loucura.
    Gaiola de quiabo assado, espuma de pimenta e folhas
    -Principal – The three mushrooms com Miserere Nobis
    Um risoto especialmente feito To get inside the magic room Of Dionisius’ house
    Cevadinha, alho negro e mix de cogumelos comestíveis com um delicioso refogadinho de ora pro nóbis
    -Sobremesa – Minha Zabelê
    Toda meia noite eu sonho com você
    Caipirinha de picolé, na foto melancia e limão
    Gelatina de pinga e alcaparrona
    Mini pera assada com gorgonzola
    Brusquetas, gaspacho e chutney de tomate e gengibre

    Brusqueta de gaspacho
    6 porções
    Ingredientes
    – 2 baguetes “de ontem”
    – 300g tomatinho uva
    – 1 pimentão amarelo pequeno
    – 1 suco e raspas de limão
    – 1 dente de alho
    – 1 colher sopa salsão ralado
    – 1 abacate pequeno em fatias finas
    – sal e azeite
    Preparo
    Coloque o pimentão direto na chama do fogão e vá girando para queimar todos os lados. Espere esfriar e retire a pele e as sementes. Corte o pão em fatias de 2 centímetros e leve ao forno alto por 5 minutos. Enquanto isso corte os tomates em 4, o pimentão em cubinhos e adicione todos os outros ingredientes. Retire o pão do forno e coloque uma colherada abundante do gaspacho, uma fatia de abacate e sirva imediatamente.

    Salada Objeto semi-identificado
    6 porções

    Ingredientes

    – 1 alface americano
    – 1 alface roxo
    – 600g quiabo
    – 500ml creme de leite fresco
    – 2 pimentas dedo de moça sem semente
    – 1 pimenta bode sem semente
    – sal
    – 1 colher (sopa) de vinagre

    Preparo

    Asse os quiabos inteiros em forno alto até que fiquem levemente queimadinhos. Reserve. Corte as folhas de alface bem fininhas. Bata no liquidificador as pimentas, sal, vinagre e creme de leite fresco. Se tiver um sifão culinário, coloque essa mistura nele, se não, bata a mistura na batedeira até formar uma espuma parecida com as de clara em neve. Faça um “ninho” no fundo do prato usando o alface picadinho. Por cima, monte os quiabos colocando camadas de dois em dois como o símbolo “#”. Por cima de tudo coloque uma boa colherada e espuma de pimenta. Sirva imediatamente.

    Continue lendo
    prato principal, prato único, receitas, sabor animado, vegetarianas

    Sabor Animado #2 Abóbora recheada

    Será que existe alguma coisa que não fica boa com abóbora? Até hoje, experimentei combinações infinitas e me surpreendo a cada mordida. Eu e o Marcel fizemos um almoço para alguns amigos queridos e ela foi a estrela do dia. Assada e recheada com risoto de castanhas e ervas. Nhami! Acreditem, não é difícil!

    Então vamos lá…



    Ingredientes
    – 3 abóboras
    – 1 copo de arroz arbóreo
    – 1/2 xícara de vinho tinto seco
    – 2 dentes de alho
    – 4 colheres de azeite
    – 200g de parmesão ralado
    – 150g castanha do Pará, amêndoas e semente de girasol picadas
    – manjericão, tomilho e alecrim
    – 2 cubinhos de caldo de legumes

    Continue lendo
    alice, prato principal, receitas, vegetarianas

    Na cozinha da Alice #4 – Lasanha de verduras!

    Esses dias de chuva dãoum pouco de nostalgia.
    Há seis anos atrás eu morava em Roma. E dia nublado me faz ter saudade de Itália. Cheiro de chuva e de macarrão ao sugo e manjericão. Cheiro de café e casaco que ficou no armário guardado o verão inteiro. Cheiro de abraço amigo que até parece que se conhece desde a infância…

     Hoje as coisas ficaram um pouco longe, e os amigos, do outro lado do oceano.
    Mas além deles e tantas das coisas que não vou esquecer, tem o amor pela cozinha. A dedicação e carinho por cada simples prato de pasta. E a sabedoria de degustá-lo com calma, um bom parmesão e um ótimo vinho. Uma das coisasmais lindas que aprendi foi a importância de dar crédito aos pequenos (nem tanto assim) prazeres da vida.
    Então essa postagem vai em homenagem aos meus caros que me fazem tanta falta.
    Na Itália todo mundo cozinha tão bem que tenho até vergonha de oferecer-lhes um prato típico nacional (numa versão tão torta). Mas é meu jeito brasileiro de dizer: VI VOGLIO BENE E MI MANCATE TANTO!!!  
    Ingredientes:
    – 300g  massa para lasanha
    – 400g queijos (mussarela e parmesão)
    – 400ml molho de tomate
    – 2 berinjelas médias em fatias finas
    – 2 abobrinhas médias em fatias finas
    – 1 xícara de leite 
    Preparo:
    Já com todos os ingredientes prontinhos, separados e cortados, e uma forma untada, comece a montar as camadas sempre na mesma ordem: fatias de abobrinha, fatias de berinjela, queijo, molho, massa, queijo…. e tudo de novo! Nessa lasanha a diferença é que ao invés de colocar as camadas uma por cima da outra, coloquei quase na vertical, de forma que todas elas fiquem aparentes. Quando todos os ingredientes estiverem colocados polvilhe um pouco de queijo e despeje uma xícara de leite, que aqui é importante porque não cozinhei a massa antes de prepará-la. Cubra com papel alumínio e leve ao forno por 30 minutos, tire o alumínio e deixe mais um tempinho para dourar.


    In questi giorni di pioggia mi viene tanta nostalgia.
    Sei anni fa ero a Roma. E dei giorni nuvolosi mi fanno venire la “saudade” d’Italia. Profumo di pioggia e pasta al sugo con il basilico. Profumo di caffè e cappotto che era stato nel guardaroba per tutta l’estate. Profumo di abbraccio amico che sembra quasi come si ci conoscessimo da una vita…
    Oggi le cose sono un po’ lontane e gli amici sono dall’atra parte dell’oceano.
    Ma oltre aloro e a tutte le cose che non dimenticherò, è rimasto l’amore per la cucina. La cura nel fare ogni semplice piato di pasta. E la saggezza di gustarlo con calma, un buon parmigiano e un ottimo vino. Una delle cose più importanti che ho imparato è dare il vero valore alle cose semplici della vita. I piccoli piaceri della vita.
    Allora questa ricetta è in onore dei miei cari che mi mancano tanto.
    In Italia cucinate così bene che mi vergogno di offrirvi una vostra specialità (in una versione storta). Ma è il mio modo brasiliano di dirvi: VI VOGLIO BENE E MI MANCATE TANTO!

    Continue lendo
    carnes, eu que fiz, prato principal, receitas

    Filé ao molho de funghi em cama de batata

    Visitando o belo Blog da Maria, o Diga Maria!, uma receita bem simples me chamou a atenção: Batatas ao murro com molho funghi. Tem como isso não ficar bom??
    Como ando meio carnívoro acrescentei um filé e substitui as batatas ao murro por lâminas cozidas. E daí surgiu esse prato, fácil de preparar e muito saboroso.


    Ingredientes (6 pessoas):
    – 6 filés altos
    – 2 colheres (sopa) de molho inglês
    – 3 batatas grandes descascadas e laminadas
    – 1 lata de creme de leite
    – 1 colher (sopa) de manteiga
    – 1 xícara de funghi secchi
    – 1/2 cebola bem picada
    – azeite
    – sal a gosto
    – pimenta do reino a gosto
    – salsinha desidratada (para decorar)

    Continue lendo
    carnes, eu que fiz, prato principal, receitas

    Arroz com linguiça invocado


    Fui a Sampa esses dias, e sempre dou uma passada pelo Mercado pra atualizar o estoque de guloseimas.
    Dessa vez trouxe umas linguiças que sempre me chamaram a atenção mas que eu nunca tinha comprado: são picantes e tem um leve sabor de erva doce, deliciosas!
    Na verdade, esse prato é só uma variação do famoso arroz com linguiça, então fique a vontade pra fazer as mudanças de acordo com o seu gosto. O Raris 7 grãos é uma alternativa para o arroz comum e bem fácil de achar nos hipermercados na mesma seção do seu “irmão” mais famoso.

    Continue lendo